PIS 2019

Como Calcular PIS 2019-2020: Entenda como ele funciona

Como calcular PIS 2019-2020? Essa é uma das dúvidas dos trabalhadores ao receber seu benefício do abono salarial.

Uma das questões mais importantes sobre como calcular PIS 2019-2020 é entender que existem novas regras em ação, e estas regras são voltadas para que as pessoas tenham este direito de forma mais coerente, já que antes bastava ter trabalhado por no mínimo 30 dias com carteira assinada para ter o abono completo.

Vamos explicar como acontece o cálculo, quais são as questões relacionadas com o PIS e algumas informações que podem ser interessantes a você, que recebe esse benefício.

O que é o PIS e como ele funciona?

O PIS é um benefício oferecido aos trabalhadores brasileiros para ajudar a complementar sua renda e para a criação de um patrimônio. Criado originalmente como uma forma de “forçar” as empresas a pagarem participação nos lucros aos seus funcionários, ele se tornou mais um benefício para pessoas que trabalham de carteira assinada e recebem até dois salários mínimos.

Isso aconteceu em 1988, com a Nova Constituição Federal promulgada na época, que mudou isto e outras legislações. Algumas pessoas têm acesso a este fundo até hoje, mas apenas aquelas que ainda não se aposentaram.

Atualmente, o PIS/PASEP é pago pelo FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), assim como muitos dos outros benefícios que são indispensáveis para que os trabalhadores tenham algum tipo de segurança nas suas carreiras, especialmente os mais humildes.

como calcular PIS 2019-2020

Como Calcular PIS 2019-2020

  • O valor máximo do benefício é um salário mínimo. Você não vai receber mais do que isso.
  • Caso você tenha tido uma interrupção de contrato e deixado de trabalhar um mês ou mais com carteira assinada no ano-base, você precisa fazer o seguinte cálculo: divida o salário mínimo por 12, e então multiplique pela quantidade de meses que você trabalhou. Este é o valor do PIS que você irá receber.
  • Para saber quando retirar seu PIS, siga o calendário do PIS, afixado em qualquer casa lotérica e agência da Caixa, lembrando que para quem tem conta na Caixa o benefício cai imediatamente.

Exemplos de Como calcular PIS 2019-2020

Exemplo 1: Se um empregado exerceu atividade em 2018 por 30 dias e está enquadrado nos outros requisitos, ele terá direito a receber R$ 84,00. veja o calculo:

  • Salário mínimo= 998
  • Tempo de trabalho = 30 dias (1 mês)

Formula é salário x tempo trabalhado/12

Cálculo do PIS é igual a 998×1/12
Calculo do PIS = 83,16.

Mas o valor sempre é arredondado para mais, por isso o trabalhador neste caso irá receber R$ 84,00.

Exemplo 2: Trabalhador exerceu atividade por 8 meses, ele irá receber o seguinte valor:
996*8/12

O valor do valor do PIS 2019 será de: R$ 666,00 valor já arredondado.

O valor só será integral se o trabalhador tiver exercido atividade por 12 meses no ano-base e receberá o equivalente a um salário mínimo (R$ 998).

Tabela do valor do PIS 2019-2020

Meses trabalhados Índice SIPIS Valor Abono 2019
Salário R$ 998,00
1 8,33 R$84,00
2 16,66 R$167,00
3 25 R$250,00
4 33,33 R$333,00
5 41,66 R$416,00
6 50 R$499,00
7 58,33 R$583,00
8 66,66 R$666,00
9 75 R$749,00
10 83,33 R$832,00
11 91,66 R$915,00
12 100 R$998,00

Nesta tabela consta a relação da quantidade de meses trabalhados e o equivalente ao valor do abono a que tem direito. O índice SIPIS é a multiplicação de quantidade de meses trabalhados por 12, daí e tem este índice.

Quais são os pré-requisitos do abono salarial do PIS?

Para receber o PIS você precisa cumprir uma série de pré-requisitos, que se mantém os mesmos:

  • Ter ao menos 5 anos de trabalhado registrado e contribuindo com o INSS corretamente
  • Ter sido cadastrado pela empresa corretamente no RAIS e enviado ao órgão competente
  • Ter trabalhado pelo menos 30 dias com carteira assinada no ano em questão, recebendo até dois salários mínimos.

Quais são as perspectivas para o futuro do PIS?

O PIS pode ter um futuro interessante, se algumas tendências políticas se concretizarem. Acontece que os saldos das contas inativas do FGTS têm grande chance de se tornarem anuais, e caso isso ocorra, a chance é que ambos os benefícios sejam pagos juntos.

Essa especulação tem base no fato de que ambos têm calendários muito similares e tem origens parecidas, então a possibilidade de que sejam unificados em um único pagamento anual, para evitar transtornos nas agências da Caixa, é muito grande.

Não perca mais informações sobre o FGTS aqui no nosso blog!

2 Comments

Deixe seu Comentário

Ao continuar navegando neste website você está aceitando a nossa Política de Privacidade, que explica como seus dados podem ser usados para melhorar sua experiência e como serão protegidos Mais Informações .
Close
Privacy settings ×